Inicial > Música, Vídeos > Conheça Janelle Monáe, que abrirá os shows de Amy Winehouse no Brasil

Conheça Janelle Monáe, que abrirá os shows de Amy Winehouse no Brasil

Tightrope

Cold War

Many Moons

Neta de músicos nascida em Kansas City, Janelle Monáe Robinson cresceu com os ouvidos pregados na coleção de discos dos pais e com os olhos colados em musicais como “O mágico de Oz”. Foi o desejo de cantar e atuar na Broadway que a levou a Nova York. Frustrada com a rigidez das convenções ensinadas na American Musical and Dramatic Academy, caiu fora. Voou para Atlanta, onde encontrou uma legião de jovens artistas que hoje compõem o coletivo Wondaland Arts Society. Com um EP em mãos, chamou a atenção de Big Boi (Outkast), que repassou o link para Seam Combs (Puff Daddy). Com contrato assinado por Combs, pôs no mapa o álbum ‘The archandroid’ (lançado em 2010) e já dobra o ano concorrendo a duas estatuetas do Grammy 2011. O público poderá checar seu talento nos próximos dias 10 (ingressos à venda) e 11 (já esgotados), na Arena, quando ela será o canapé de luxo para os shows que Amy Winehouse fará na cidade .

– Não queria interpretar um personagem criado por outra pessoa, e aí decidi compor minhas canções, escrever meu próprio musical, que é o que enceno hoje, no palco. Saí de Nova York porque eu já tinha o que dizer, senti que poderia influenciar as pessoas. E em Atlanta encontrei o ambiente certo para criar o que eu gostaria de ouvir – diz.

Lançado em maio de 2010, “The archandroid” tem uma pegada mezzo sci-fi mezzo old school, como se Janelle tivesse espetado uma das pernas na tomada de uma velha vitrola e plugado a outra num cabo de rede que suga gigabytes de referências atualíssimas – ou futurísticas. Se traz na laringe e nas juntas o legado de Jackson e Brown, aciona na mente os chips megalômanos de dominação espacial de Seam Combs, a versatilidade para demolir barreiras entre gêneros ambicionada pelo Outkast e o experimentalismo psicodélico e nonsense do Of Montreal. Mas, acima de tudo, apresenta uma releitura peculiar do que se passou na música negra desde que o soul, o funk e a disco migraram para o r&b dos anos 2000, o reggae flutuou pelo dub e acelerou do ragga ao reggaeton, e o pop migrou do refrão perfeito para a batida mais insana de hip-hop.

– Queria misturar Judy Garland com Outkast… A liberdade de ouvir e juntar gêneros e artistas diferentes sempre fez a minha cabeça – comenta.

Classificado pela cantora como um “emotion-picture”, “The archandroid” soa como a trilha de um longa épico, como se Indiana Jones pegasse carona no DeLorean turbinado de “De volta para o futuro” e aterrissasse no espaço em meio a uma batalha de “Guerra nas estrelas”. Entre passado, presente e futuro, arrisca versos sobre perseverança e sonhos com ciborgues, androides e amores robóticos em cena. Dona de uma perspectiva peculiar, Janelle Monáe se afasta da visão apocalíptica que opõe homem e máquina. E tanto o disco “The archandroid” como o show que o embala são uma espécie de prova. Neles, arranjos complexos e colagens sonoras milimétricas são orquestrados por uma compositora metódica, performer de operação robótica mas dona de um canto absolutamente visceral:

– Quis construir algo entre Neo, de “Matrix”, e os arcanjos da Bíblia… Ou seja, o mediador entre as mãos e a mente. E o que está no meio do caminho é o coração. Então a minha música parte daí, do coração. Sei que existe um forte apelo visual no som que faço, mas tudo está apenas ligado ao que sinto.

Anúncios
Categorias:Música, Vídeos Tags:
  1. 12/01/2011 às 12:16

    A Janelle dança e canta muito, não escutei os cds dela mais pelo qe vi na tv essa garota vai looonge. Quanto a Amy só o futuro dirá.
    Grato
    http://insaesquerda.wordpress.com/

  1. 06/01/2011 às 17:24

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: